29 de nov de 2010

lembranças.


Permaneço nesse mar de lembranças que você me pôs. Com a certeza que conseguirei sobreviver se me esforçar mais um pouco. Nado, tento, luto, quase alcanço... mas sou vencida por uma onda de recordações que me deixam um pouco boba, agindo por inconsequencia.
Mesmo assim não desisto, continuo nadando para vencer. E quando consigo enxergar a superfície, sou vencida novamente pela mesma onda de recordações. E entre umas e outras braçadas, entrego-me lentamente a essa agitada maresia de lembranças, pedindo para quem sabe um dia conseguir me salvar.

7 comentários:

  1. Muito legal seu blog
    bem elaborado e ótima post!
    abraçs.

    www.levelgamed.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. SAchei seu blog nas comus do orkut! Eu amei as imagens usadas. *O*
    passa la no meu?
    http://oicarolina.wordpress.com/
    xoxo

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o seu texto.Consegui captar o que você sentia! E é verdade, é tão dificil sair da correnteza das lembranças e nadar no mar da vida sem deixar que ela nos atrapalhe! Mas é uma das vitorias que necessitamos! :**

    ResponderExcluir
  4. É assim mesmo as recordações. :/

    ResponderExcluir
  5. Muuuuito bom teus textos. Me segue lá no meu também. *-* http://danihrabello.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, gosto muito do seu blog, acho super legais os seus textos. Então decidi, te indicar para o Premio Dardos, dá uma olha no meu blog e confira. bjos ;* www.biancajanlie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. suas palavras são bem bonitas e reflexivas

    ResponderExcluir

sweets reviews.