3 de mai de 2011

Copo de veneno.


Me vejo como este copo de veneno. Queimo. Mato lentamente. Faço sofrer amargamente. Sou transparente, mas jamais me decifrarás, e quando isso acontecer, será tarde demais. Já terei te consumido completamente. Envenenado-te. Sou uma passagem de ida sem volta. Ida para o paraíso ou para o inferno. Tudo depende de como serás comigo e para onde queres ir quando estiveres mais aqui. Pois como um fiel e amargo copo de veneno, te apresentarei o outro lado da vida. Vida?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sweets reviews.